Presidente da Aciai participa de comitiva que busca solução para destinação de resíduos

Com o objetivo de buscar soluções sustentáveis para o destino dos resíduos sólidos nos municípios da região de Irati, uma visita foi realizada à Cianorte pelos prefeitos da Associação dos Municípios da Região Centro-Sul (Amcespar). O presidente da Aciai, Oscar Muchau, participou da comitiva que fez a visita técnica.

A finalidade foi obter mais informações sobre a experiência positiva que ocorre com o aterro sanitário daquela cidade, e que é referência no estado. “A ocasião foi bastante produtiva no sentido de ampliar as possibilidades de destinação e gerenciamento dos resíduos sólidos, e dessa forma buscar uma solução conjunta para a região. É importante buscarmos exemplos positivos que acontecem em outros lugares para implantarmos aqui. A cidade melhorando, todos ganham”, afirma o presidente da Aciai.

Ele reforça ainda que a questão tem cunho coletivo. “Todos nós cidadãos produzimos lixo. Por isso, a responsabilidade necessita ser compartilhada e a solução focada na sustentabilidade, inovação e respeito ao meio ambiente”, afirma Muchau que lembra que para o empresariado há ainda a responsabilidade da logística reversa.  “Esse ano estivemos reunidos na Aciai com empresários e poder público discutindo o tema. É preciso buscar uma solução eficiente e viável para a destinação dos resíduos”.

SOLUÇÃO QUE É REFERÊNCIA

Durante a visita, foram debatidos assuntos como o funcionamento e a organização do ambiente, a vida útil e a cobrança do recolhimento do lixo. O aterro sanitário de Cianorte é operado pela Sanepar há 15 anos, e é referência no estado. É o primeiro aterro brasileiro, sob a gestão de uma estatal de saneamento, a obter a certificação ISO 14001. A certificação comprova que todos os processos são executados dentro do que preconizam as normas técnicas e ambientais brasileiras. Além dos resíduos do município de Cianorte, o aterro também recebe resíduos de outros municípios daquela região.

As ações de conscientização ambiental também são realizadas intensivamente com a comunidade dos municípios. Visto que, a reciclagem interfere de forma importante no impacto sobre o meio ambiente principalmente pela redução inadequada de lixo.

Em Cianorte, o local tem ainda infraestrutura para formação socioambiental. São recebidas para visitas técnicas, em média, 800 pessoas por ano, entre estudantes, profissionais da área e comunidade em geral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *