Aciai apoia reestruturação do Corpo de Bombeiros em Irati

Na manhã de quinta-feira (6), foi realizada na sede do Corpo de Bombeiros de Irati uma reunião que teve como tema a reestruturação do Corpo de Bombeiros na região, que integra Irati e os municípios vizinhos. A Aciai esteve presente e é uma das entidades parceiras nesta pauta.

“Nós precisamos somar forças em todos os assuntos que envolvam oferecer uma melhor infraestrutura em nosso município. São benefícios que atendem a todos. Os bombeiros realizam um nobre trabalho, é nosso dever como entidade organizada somar forças para esse pleito. Nossa cidade está se desenvolvendo, é preciso que os serviços acompanhem esse crescimento e também sejam ampliados em sua estrutura”, observa o presidente da Aciai, Oscar Muchau.

Entre as demandas expostas está a necessidade por mais estrutura para desenvolver os serviços de prevenção e combate a incêndios, buscas e salvamentos, socorros públicos e ações de defesa civil.

Hoje, há a demanda pela ampliação da estrutura. Atualmente, o Corpo de Bombeiros de Irati é um subgrupamento para aumentar a estrutura é preciso que se torne um grupamento, o que representa ter a independência administrativa da unidade, que hoje é submetida à Ponta Grossa.

O presidente do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg), Luiz Carlos Ramos, comenta que a reunião teve o objetivo de expor toda a situação às entidades. “O próximo passo é mobilizar todos os setores da sociedade e dos municípios da área de abrangência do Corpo de Bombeiros, para sensibilizar o Governo do Estado da necessidade da criação do grupamento”, fala Ramos.

O comandante do Corpo de Bombeiros de Irati, capitão Jorge Augusto Ramos, relata que “a grande demanda atualmente é o pré-hospitalar e a nossa região é uma das mais carentes do estado em atendimento, porque não conta com SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência)”, explica.

Na sequência, o projeto será exposto para outros municípios da região. Uma reunião deve ocorrer na Associação dos Municípios do Centro-Sul do Paraná (Amcespar) nos próximos dias. A ideia é unir forças para apresentar a demanda ao governo do Paraná.

O Subgrupamento de Irati conta com aproximadamente 80 profissionais para atender os 20 municípios que abrange. Se passar a grupamento, este número pode passar de 300. Em 2016, foram mais de 6.000 ocorrências atendidas, em uma região com população de 414 mil habitantes.






Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *