Como o brasileiro utiliza o tempo?

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE realizou um levantamento em cinco estados brasileiros para verificar como o tempo é gasto no Brasil. De acordo com o instituto TV e vídeo dominam o consumo de informação em todas as faixas etárias dos brasileiros, principalmente, entre aqueles com mais de 60 anos.

Com a evolução econômica do país, os comportamentos em relação a administração do tempo mudaram: as pessoas têm a sensação de que não percebem o tempo passar e não possuem qualidade de vida.

“O Brasil está estressado, está viciado na urgência. Atendemos as maiores empresas do país e, sem exceção, o foco é nesses dois temas. Estamos vivenciando um momento de emprego pleno, as empresas estão tendo muitas dificuldades em achar pessoas qualificadas, e sem gente, a equipe existente acaba trabalhando demais”, explicaChristian Barbosa, especialista no Brasil em administração de tempo e produtividade e CEO da Triad OS.

Segundo o IBGE, os homens trabalham até 1h27m a mais que as mulheres diante da média diária de 8h02m, além disso, as mulheres cumprem a segunda jornada realizando até 4h10m diárias de afazeres domésticos contra as 2h22m dos homens.

O tempo torna-se muito importante para ambos, mas as diferenças entre os gêneros ainda é gritante. Ainda, as relações corporativas estão no limite, “fazer negócios no Brasil hoje em dia é se preparar para lidar com executivos estressados, com pressa de fazer acontecer e com uma ambição excessiva, que está roubando o tempo do que é realmente importante”, constata Barbosa.

Para Tereza Bandiera, consultora e coach do Instituto KVT Desenv. Consc. Empresarial, o brasileiro tem a tendência de estar sempre apagando incêndio, com a agenda lotada e no vício de entregar tudo na última hora. “Isto reflete no tempo desejado para realizar coisas importantes, essenciais como descansar, estudar com prazer, inovar e até mesmo cuidar de si mesmo e estar muitas vezes com pessoas queridas”, afirma a especialista.

“E também é muito comum ouvir a queixa da falta de tempo. Esta realidade se reflete nas organizações e na própria dificuldade de construir o planejamento estratégico”, enfatiza Tereza.

Podemos considerar que o brasileiro utiliza bem o tempo no ambiente de trabalho?

Segundo Christian os profissionais não são produtivos no trabalho por muitos motivos, “existem fatores tais como procrastinação, excesso de prioridades, muitas urgências, falta de planejamento, desorganização, má-utilização do e-mail e das redes sociais, má condução de reuniões, falta de objetivos claros, interrupções constantes, tentarem fazer várias coisas ao mesmo tempo”, enfatiza o especialista.

Já Tereza afirma que a falta de objetividade e simplicidade para realizar uma boa ideia é um fator chave para ser transformado em tempo.”A velha história, fazer mais com menos, neste caso é escolher menos projetos e fazer bem feito, com consistência e tempo necessário para ir até o fim”, garante a coach.

Onde se perde mais tempo?

Christian Barbosa destacou algumas ações que fazem as pessoas perderem o tempo:

– Não ter objetivos definidos. Se você não sabe o que quer, o tempo vai passar e nada vai acontecer, mas com certeza vai estar sempre com a sensação de que fez um monte de coisas. Escolha um ou dois objetivos extremamente realistas e pé no chão, para os próximos meses, escreva-os e detalhe um plano de ação. Ter algo mesmo que não seja “o plano perfeito” é melhor do que não ter nada.

– Achar que o momento certo ainda vai aparecer. O momento certo é um mito, ele não existe. As condições perfeitas nunca vão acontecer na hora que você precisa. Faça o momento certo ser o momento em que você decidir começar a sair do lugar, quem espera nunca alcança, ou nesse caso fica no mesmo lugar. É a lei da inércia.

– Não planejar seu tempo. Se você deixa a vida fluir como um rio, vai acabar como um peixe, na mesa de alguém ou nadando aleatoriamente. É preciso dar um norte para a semana, para o mês, para o dia. Se você não planejada nada, as coisas simplesmente se tornam urgentes e você fica sem tempo de fazer a vida evoluir.

– Não ter uma agenda eficiente. Se você anota as coisas que precisa fazer na cabeça, no post it, no caderno em qualquer lugar que tiver mais próximo, você é um forte candidato a se perder entre suas tarefas, não conseguir planejar de forma adequada e quando perceber não tem tempo para nada. Agenda eficiente é aquele que centraliza tudo que você precisa fazer, te permite planejar e está sempre presente com você.

– Usar o fim de semana para procrastinar a vida. Nada contra pegar um fim de semana de preguiça e não fazer nada, mas se você faz isso com a maior parte dos seus fins de semana tem algo errado. É no fim de semana que temos a oportunidade de recuperar a energia, de colocar a leitura em dia, de fazer algum curso, de ter tempo com os amigos, de estudar algo novo, de elaborar melhor suas ideias.

– Achar que alguém é responsável pela sua carreira. Não é a empresa, não é seu chefe, não são seus pais, seus amigos ou seus professores que fazem sua carreira. Você é que tem que constantemente usar seu tempo para investir em cursos, networking, eventos, estágios etc.

– Não correr riscos. Se você faz o que costuma fazer sempre, vai ter o resultado de sempre. Os medíocres são aqueles que ficam na média. Os visionários, nada mais são do que pessoas que correram o risco e deram certo. Visionários erram, mas é errando que torna os riscos mais calculáveis. Alguma coisa você precisa arriscar, pense bem, analise com cautela, veja os prós e os contras e vá em frente.

– Reclamar. As coisas não dão certo sempre, a vida vai ter um monte de burradas, de erros, de traições, de mágoas, de perdas etc. Aprenda com os erros, faça uma análise e comece de novo. Perder seu tempo reclamando só vai piorar a situação. Enquanto você reclama, com certeza alguém já está começando a fazer a história de sucesso do amanhã.

– Excesso de Redes Sociais. Eu gosto do Facebook, Twitter, Linkedin. Na medida certa eles fazem a diferença na vida pessoal e profissional. Agora se você está viciado nas redes e deixa de fazer coisas importantes, com certeza vai ser bem difícil evoluir.

Fonte: MSN Empregos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *