Encontro das Aces em Irati

Associações Comerciais e Empresariais terão autonomia sobre os dados do SCPC

A partir de fevereiro, as 290 associações paranaenses farão consultas em um banco de dados do Estado

Na última terça-feira (17), representantes da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado do Paraná (FACIAP), incluindo o presidente da entidade, Rainer Zielasko, estiveram em Irati, na sede da Associação Comercial e Industrial de Irati (ACIAI), para explicarem sobre a autonomia das associações em relação aos dados do Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC). Estiveram presentes representantes de 25 entidades das regiões Sul e Centro-Sul.

Todas as informações do SCPC são centralizadas na Associação Comercial de São Paulo (ACSP), mas alimentadas por associações comerciais de todo o Brasil. Em 2011, o banco de dados foi vendido para a empresa Boa Vista Serviços, sem o conhecimento dessas associações.

A ACSP abriu o capital do SCPC, que virou uma Sociedade Anônima. A Associação de São Paulo ficou como acionista do novo serviço com 60% de participação nos negócios. Com 25% está o Fundo de Investimentos TMG Capital e o restante com o Clube dos Dirigentes Lojistas do Rio de Janeiro, Associação Comercial do Paraná (ACP), que na verdade representa apenas Curitiba, e Câmara dos Dirigentes Lojistas de Porto Alegre.

O presidente da FACIAP explica que a entidade está construindo um novo banco de dados para que as Associações possam realizar as suas consultas. Este sistema terá parceria do SERASA, com informações integradas entre todas as entidades possibilitando maior segurança na pesquisa efetuada. “Nós fazemos uma gestão democrática e a FACIAP vai centralizar e fornecer as informações para os seus associados. A negociação do banco de dados envolveu dinheiro, mas que não foi repassado para as associações do interior. Esse é o motivo da insatisfação e da mudança que estamos fazendo”, explica Zielasko.

No próximo dia 4 de fevereiro será efetuada a mudança. “Vamos oferecer informações com qualidade e produtos com preços competitivos para que realmente seja utilizado”, comenta o presidente da FACIAP. A presidente da ACIAI, Fátima Jenczmionki, afirmou ser favorável ao novo sistema de consultas: “Será o banco de dados do interior do Paraná”. Rainer Zielasko ainda diz que cerca de 98% das consultas feitas pelo varejo são locais, o que torna o banco de dados efetivo e completo.

O banco de dados do SCPC poderá ser utilizado pelas 290 associações comerciais do Paraná. “Houve uma união como nunca tínhamos visto entre as entidades”, fala o presidente da FACIAP. Cada consulta ao banco terá um valor que será cobrado pelas associações comerciais, que é responsável por estabelecer os preços pelos serviços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *